Um ensaio sobre Espiritismo e Política

Deve o espírita esforçar-se para cumprir os seus deveres de cidadão e exercer os seus direitos políticos? – A Doutrina Espírita conscientiza a criatura humana, levando-a a tornar-se um “homem de bem” no sentido global? – Que têm feito as Instituições Espíritas para favorecer o processo de conscientização sócio política dos seus frequentadores? – O que você acha de realizarmos um ciclo de estudos e debates sobre o assunto desta apostila? – Se Você despertou maior interesse sobre o assunto, leia esta apostila.