1857 – O Livro dos Espíritos

Tradução de José Herculano Pires / Editora Lake.
Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, natureza dos espíritos e suas relações com os homens, leis morais, vida presente, futura e porvir da humanidade, é o marco inicial dos cinco livros que constituem a Codificação Espírita. Kardec apresenta 1018 perguntas aos Espíritos, obtendo de diversos médiuns elucidativas respostas, ainda atuais. Até o surgimento desta publicação, os problemas espirituais eram tratados de maneira empírica ou imaginosa. Posteriormente, o espírito e seus desafios saíram do abstrato para se tornarem acessíveis à pesquisa experimental. O sobrenatural se tornou natural e tudo se reduziu à questão de conhecimento das leis que regem o universo.

1861 – O Livro dos Médiuns

Contém o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Continuação de O LIVRO DOS ESPÍRITOS
(Revista e corrigida com a ajuda dos Espíritos, e acrescida de numerosas instruções novas, dadas na época a Allan Kardec)
Contém 274 notas de rodapé feitas pelo tradutor
Tradução da segunda edição Francesa de DIDIER ET CIE. LIBRAIRES-ÉDITEURS Paris, 1862
por J. HERCULANO PIRES

1864 – O Evangelho Segundo o Espiritismo

O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO Tradução de J. HERCULANO PIRES Contendo: a explicação das máximas morais do Cristo, sua concordância com o Espiritismo e sua aplicação às diversas situações da vida. Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão, face

1890 – Obras Póstumas

Óbras Póstumas
Tradução de J. Herculano Pires

Publicado vinte e dois anos após o lançamento da última obra de Kardec, A Gênese, com que ele encerrou a Codificação, Obras Póstumas apresenta vários trabalhos do mestre que nunca haviam aparecido em livro. Na verdade, a maioria já havia sido publicada na Revista Espírita, logo após o seu passamento, como os leitores poderão verificar consultando o volume da coleção correspondente ao Ano de 1869. O que se conservou inédito até 1890 foi o material constante da segunda parte deste volume, intitulado Transcrições inextenso do Livro das Previsões Referentes ao Espiritismo, assim mesmo com exceção da Constituição do Espiritismo, também já divulgada, embora sem os comentários que Kardec reservara para mais tarde.